domingo, 10 de abril de 2011

Será que você vai gostar?

Jessie J.

De tempos em tempos, tenho feito a pergunta acima, por meio de uma newsletter virtual de mesmo nome, que envio a alguns amigos, pra mostrar uma canção, seja ela de lançamento recente, ou coisa antiga mesmo.


Estive pensando e achei que, em vez de ficarem duas coisas separadas – o blog e a newsletter – posso colocar uma dentro do outro, e assim alcançar a um número maior de pessoas.

Então ficamos assim. O E por falar nisto... continua como um espaço dedicado principalmente à literatura, sobretudo crônicas e poesia. Eventualmente também a artigos sobre cultura, terapêuticas, comportamento, etc. E, de vez em quando, envio um boletim do Será que você vai gostar?, só pra mudar um pouco o ritmo e partilhar boa música.

O primeiro envio da newsletter vem em conseqüência de um vídeo que minha querida amiga Luciene, de Sampa, postou no Facebook.

Luciene mostrou pra gente o vídeo da genial Adele, inglesinha surgida na mesma época da explosão da pequena daimon, Amy Winehouse . Adoro as duas, embora Amy tenha um lugar de destaque pra mim, hors concours mesmo... Agora proponho pra vocês a fantástica Jessie J. . Britânica, como Amy e Adele, Jessie faz um estilo mais pop, bem diferente do sempre bem-vindo black classicão e do excelente standard de Adele, e do soberbo soul/blues/jazz desamericanizado de minha querida Amy.



Britânica, como Amy e Adele,
Jessie faz um estilo mais pop



No entanto, Jessie J. varia bastante nesse nicho pop. Bonita, simpática, às vezes cínica, outras mais gaiata mesmo, Jessie tem, sobretudo, talento e atitude. Duas canções dela estão atualmente em destaque. A primeira, Do it like a dude cujo vídeo coloco aqui, é um pouco mais pro pesado. A gaiatice da menina suaviza um pouco o clima. Vale a pena conferir. Importante ficarmos atentos também às bailarinas, na fantasia de bad girls. As performances são curtas, mas vigorosas e belas.


video


O outro vídeo de Jessie J. que desejo partilhar com vocês é o da canção Price Tag, que ela gravou (e atuou, no vídeo), ao lado do rapper B.O.B. Aqui o lance é bem mais pop mesmo, e o charme gaiato da menina dá mais o ar de sua graça. Mas sempre com atitude e com uma voz que é como um pit bull: não muito “grande”, mas consistente, eficaz, forte e exuberante. Jessey!

video

________________________________________________________




2 comentários:

  1. Mano, não saberia dizer de qual vídeo e música gostei mais. A menina é talentosa, dá prá ver que não se esconde por trás de uma grande produção. Muito bom!
    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Exato. Ela tem originalidade, mesmo fazendo um gênero pop, corriqueiro. Consegue impressionar positivamente. E a voz é fantástica. Demonstra que cantar bem não é necessariamente "ter um vozeirão". Ela é na medida, direta e impactante como um golpe de Ving Tsun. E, exatamente por isso, surpreende.
    Beijossss,
    Marco

    ResponderExcluir